sexta-feira, 28 de junho de 2019

Música com Saúde


O projeto “Música com Saúde” pretendeu desenvolver iniciativas, com uma periodicidade mais ou menos mensal, que interrelacionassem a vertente musical do Conservatório e a promoção da saúde. Está amplamente demonstrado que a música tem uma extensa representação neuropsicológica, com acesso direto à motivação, afetividade, controle de impulsos e emoções. Efetivamente, a música é um dos caminhos mais rápidos e eficazes para se promover o equilíbrio entre o estado fisiológico e emocional do ser humano, o que lhe traz bem estar físico, psíquico e social.
Este projeto teve um impacto muito positivo na comunidade educativa e foi distinguido com o selo “Escola Amiga da Criança”, na categoria Alimentação, Saúde e Ambiente. Esta é uma iniciativa conjunta da CONFAP, da LeYa e do psicólogo Eduardo Sá e é ímpar em território nacional, pois visa distinguir as escolas que concebem e concretizam ideias extraordinárias, contribuindo para um desenvolvimento mais feliz dos seus alunos.

ESCOLA AMIGA DA CRIANÇA

Fomos distinguidos com o selo "Escola Amiga da Criança", na categoria Alimentação, Saúde e Ambiente.

Ao Som da Inspiração


A atividade “Ao Som da Inspiração”, integrada no projeto “Música com saúde”, pretendeu assinalar o Dia Mundial Sem Tabaco. Esta atividade teve como objetivo consciencializar os alunos para os malefícios do consumo do tabaco, como principal causador de vários tipos de cancro, nomeadamente o do pulmão, o mais mortal na europa. No dia 31 de maio, desenvolveram-se várias iniciativas, destinadas a todos os elementos da comunidade educativa, interligando a promoção da saúde com a componente musical específica do conservatório. No átrio do bufete, enquanto alguns alunos distribuíam pequenos panfletos que continham frases de alerta aos malefícios do tabaco e à promoção de hábitos de vida saudáveis, os alunos do clube “Magia das Ciências” realizaram a experiencia da garrafa fumadora. Foram também expostos cartazes informativos sobre este tema.
Sob a coordenação da professora Anabela Ferreira, grupos de alunos do ensino básico tocaram e encantaram ao som do fagote, acompanhados da distribuição de sumos, como forma de incentivar o convívio entre toda a comunidade escolar. A seleção do fagote para esta atividade pretendeu demonstrar e incentivar da importância da manutenção da saúde do sistema respiratório para todos os alunos.
A atividade foi muito apreciada por todos e os objetivos a que nos propusemos plenamente cumpridos (promover a saúde individual e comunitária, em contexto escolar, interrelacionar a música com a promoção da saúde, promover o convívio entre os vários agentes educativos, estimular a saúde e bem-estar através de atividades ao ar livre, sensibilizar para o não consumo de substâncias psicoativas, estimular o desenvolvimento de um pensamento crítico, acerca das problemáticas envolventes no tabaco, ensinar de uma forma lúdica estilos de vida saudável e doenças a evitar).